1200 Cursos - Nada de Mensalidades

Encontre aqui o curso desejado...

13 de ago de 2008

O FAM - Festival de Música da Alta Mogiana

Festival de Música da Alta Mogiana traz grandes shows a Ribeirão Preto

Além das apresentações das 24 músicas concorrentes, a programação do FAM inclui três grandes shows com artistas locais e nacionais

O FAM (Festival de Música da Alta Mogiana) será realizado esta semana, nos dias 14, 15 e 16, em Ribeirão Preto, às 21 horas, no Teatro de Arena “Jaime Zeiger”. Nesta segunda edição, além das apresentações das 24 músicas classificadas para concorrer em duas eliminatórias, nos dois primeiros dias do evento, e das finalistas no terceiro dia, o público que comparecer ao Teatro de Arena vai poder curtir três grandes shows. Os shows começam logo após as apresentações das músicas concorrentes: Trio Virgulino, Dimi Zunquê e Convidados e Tribo de Jah.

O evento, que tem o apoio da Secretaria da Cultura de Ribeirão Preto, Secretaria de Estado da Cultura através do PAC (Programa de Ação Cultural), é uma realização da Eclética Produtora de Idéias, com o patrocínio da Companhia Bebidas Ipiranga S/A, de Ribeirão Preto. O Teatro de Arena fica na Praça Alto do São Bento, s/nº. Os convites para o FAM custam R$ 10,00 (inteira) e 5,00 (meia) e podem ser adquiridos na Guitar Music (avenida 13 de Maio, 1.355 e rua Saldanha Marinho, 369, fone (16) 39314898).

Na quinta-feira, dia 14, o Trio Virgulino fará a abertura do Festival. Formado por Enok Virgulino (sanfona), Adelmo Nascimento (triângulo) e Roberto Pinheiro (zabumba), o Trio Virgulino está há 26 anos na estrada, resgatando um ritmo tipicamente brasileiro: o forró pé de serra. Eles chegam a fazer 20 apresentações por mês, e já contaram com participações ilustres de Caetano Veloso, Elba Ramalho, Moraes Moreira, Dominguinhos e Osvaldinho do Acordeom. No início dos anos 90 o grupo foi convidado para se apresentar em universidades, vivendo o começo do “Forró Universitário”. Em junho de 2001, lançou pela Gravadora Deck Disck – Abril Music “Coração Feliz”, produzido por João Augusto com participações especiais de Falamansa e Dominguinhos. Em 2006, o grupo foi convidado para fazer uma turnê na Europa, realizando shows na Suíça, Itália e Inglaterra. No ano seguinte se dedicou a gravação do CD “Isto sim é São João – Trio Virgulino”. Neste segundo semestre, o trio está lançando nacionalmente o DVD “Trio Virgulino 26 anos de Estrada”. Ainda este ano, o grupo teve CD indicado para concorrer ao Prêmio TIM de Música na categoria regional.

Para compor ainda mais o clima de festival, o cantor e compositor Dimi Zunquê apresenta na sexta-feira, dia 15, canções que marcaram os grandes eventos do gênero – Ponteio, Domingo no Parque, A Banda, entre outras – e também músicas do próprio Dimi, vencedoras de festivais mais recentes, tais como “1, 2, e...” e “Meninos do Morumbi”. Para dividir o microfone, o músico convida as cantoras Verônica Ferriani, Bia Mestriner e Vânia Lucas, além dos músicos Mário Feres e Thiago Monteiro.

O encerramento da 2ª edição do Festival será com a Tribo de Jah, no sábado, dia 16, na grande final do FAM. A história da banda Tribo de Jah começou na Escola de Cegos do Maranhão, onde viviam em regime de internato, quatro músicos cegos e um quinto músico com visão parcial que começaram a desenvolver o gosto pela música improvisando instrumentos e descobrindo timbres e acordes. A partir daí o grupo deu a partida para difundir um reggae roots com suas mensagens de amor e paz, políticas sociais e divinas. Após sucesso com shows que partiram de Belém a Porto Alegre, passando pelo Canecão e Metropolitam no Rio e no Palace e Olímpia, em São Paulo, o grupo partiu para uma série de turnês pelo exterior e em festivais como: Festival “Bob Marley Day” em Los Angeles e San Diego, no Festival Paris-Bercy na França e o Rototon Sunsplash na Itália, e também fez duas apresentações aclamadas no Festival de Jazz de Montreux, na Suíça, e no principal palco do reggae mundial – Reggae Sunsplash Festival Jamaica 95. Também passou por cidades como Nova Iorque, Tókio e Buenos Aires. Agora o grupo formado por Fauzi Beydoun (guitarra base, vocal e composição), Frazão (teclados), José Orlando (vocal e percussão) Aquiles Rabelo (baixo), João Rodrigues (bateria) e Marlon Siqueira (guitarra-solo) lança o CD “Refazendo”, parceria entre a LGK Records e a Som Livre. O trabalho traz releituras de clássicos da Tribo como “Babilônia em Chamas”, “Regueiros Guerreiros” e “Uma Onda que Passou” entre outros sucessos e, também, presenteia o público com três novas canções “Garota Dreadlock”, “Sem Amarras” e “O Amor que eu quis”.

No dia 16, após o show da Tribo de Jah, serão apresentadas as músicas vencedoras da segunda edição do FAM, que receberão R$ 25 mil em prêmios, sendo R$ 10 mil (1º lugar), R$ 6 mil (2º lugar), R$ 4 mil (3º lugar), R$ 2 mil (4º lugar), R$ 1.500 (melhor letra) e R$ 1.500 (melhor intérprete).

Fonte: Secretaria da Cultura de Ribeirão Preto

0 comentários:

Gostou do Post? Então Espalhe!

Missão:Transformar Sonhos em Realizações Profissionais



Quem está curtindo...

Encontre aqui o seu curso...

Twitter Delicious Facebook Digg Orkut Favorites Mais...